Hotel RYM

Cliente:
E.P.E./E.G.H. CHAINE EL-AURASSI

Local:
Beni Abbes - Argélia

Em Curso

Trabalhos Executados:
Empreitada de Reabilitação

Prazo:
24 meses

Betão:
1.150 m3

Área de Intervenção:
Hóteis


O Hotel Rym está localizado em Béni Abbès, também conhecida como a Pérola do Sahara ou Oásis Branco, localizado uma cidade pertence a Béchar, na Argélia, e faz parte do importante grupo hoteleiro El-Aurassi.

Projetado pelo arquiteto francês Fernand Pouillon, um dos arquitetos e urbanistas mais importantes após a 2ª Guerra Mundial, caracteriza-se por uma perfeita harmonia entre os vários edifícios e a sua envolvente, facto presente em todas as obras por ele desenvolvidas.

Fernand Pouillon, (14 de maio de 1912 - 24 de julho de 1986), é conhecido pela sua preocupação com a otimização de custos sem nunca prescindir da qualidade, em especial através da utilização de materiais locais.  A integração das obras no meio envolvente e a seleção de materiais com preocupações utilitárias e estéticas levou-o a estar sempre presente em todo o processo, desde a projetação até à conclusão da obra. Esta característica pode também ser atribuída a todas as restrições que existiam no Pós-Guerra, com a urgente necessidade de reconstrução e orçamentos limitados.

A sua ida para Argélia, então colónia francesa, prende-se com problema políticos e judiciais em França, onde mais tarde acabou por receber perdão por parte do então Primeiro-Ministro Francês. Argélia foi como um laboratório onde Fernand Pouillon teve a liberdade de experimentar outros tipos de arquitetura, em especial a construção de 3 cidades de habitação social, entre 1953 e 1957 e onde projetou e renovou vários hotéis e estâncias balneares.

Inaugurado em 1973 após cerca de 4 anos de construção, o Hotel Rym está junto à grande duna de Beni-Abbès e tem uma vista privilegiada para um enorme palmeiral em forma de escorpião. As estruturas de inspiração tradicional estão presentes em vários elementos como as arcadas, as cúpulas ou os azulejos feitos à mão com barro cor de areia.

Este hotel foi também palco do filme “Un thé au Sahara” (The Sheltering Sky) de Bernanrdo Bertolucci, onde foram gravadas várias cenas em 1990. O drama fala de um casal que viaja para o norte de África na esperança de reacender o seu casamento, mas que rapidamente se tornam vítimas de vários perigos. Este filme foi vencedor de 1 Globo de Ouro em 1991.

A renovação desta unidade hoteleira foi financiada pelo Crédit Populaire d’Algérie – Crédito Popular da Argélia. Esta renovação faz parte do projeto da Agência Nacional de Desenvolvimento de Investimentos (Agence Nationale de Développement de l’investissement), uma vez que o grupo EGH El-Aurassi tem o Estado como acionista em 80%. Esta grupo possui 4 unidades hoteleiras: Hotel Rym, Hotel Mehri em Ouargla, Hotel Boustène em Ménéa e o Hotel El-Aurassi, com o mesmo nome do grupo.

Os trabalhos realizados pela FCM neste Hotel serão de ampliação, renovação e modernização de todos os edifícios que o compõem, tornando possível uma capacidade de 111 quartos e 4 suites senior. Serão construídos de raiz 7 bungalows, 1 teatro ao ar livre, uma piscina e várias zonas técnicas (um posto de transformação e dois locais técnicos), de forma a responder às crescentes necessidades por parte dos hospedes. O Hotel Rym tem uma área total de 22.148m2.

Todas as fachadas serão mantidas, preservando assim a obra arquitetónica e a identidade do espaço, mas todos os interiores serão reformulados, desde os novos layouts de espaços ou às novas coberturas.

As redes técnicas especiais estão também a cargo da FCM, assim como equipamento hoteleiro (cozinha e lavandaria) e mobiliário (quartos e zonas comuns).

Prevê-se, em números, as seguintes quantidades de trabalhos a realizar:

  • Demolições e desmontagens: área intervenção 7.850,00 m²
  • Escavação em terreno rochoso: 2.300,00 m³
  • Betão armado: 1.150,00 m³
  • Impermeabilização da coberturas: 4.060,00 m²
  • Tratamento e reabilitação de fachadas: 7.000,00 m²
  • Caixilharia: 1.400,00 m²
  • Acabamentos interiores: 7.850,00 m²
  • Arranjos exteriores (pavimentação): 3.500,00 m²
  • Espaços exteriores, incluindo espaços verdes: 14.300,00 m²


Toda a decoração está também a cargo da FCM através da sua empresa do grupo VIAMEC. Todo o mobiliário e decoração foi escolhido a pensar na durabilidade, conforto e design modernista numa perfeita harmonia com o espaço envolvente e adaptado tanto à cultura local como ao turismo internacional. Todos os materiais, cores e tecidos foram criteriosamente escolhidos de forma a conjugarem-se entre si.

O Hotel Rym será capaz de responder e satisfazer clientes tanto nacionais como internacionais ao nível de serviços turísticos. Juntamente com a renovação está prevista uma mudança na política de publicidade, mais agressiva e constante ao longo do ano, tanto para esta unidade hoteleira como para todos os hotéis do grupo, de forma a combater a normal sazonalidade do sector, sendo visto como um impulso positivo para toda a zona.